10 MOTIVOS PARA IR PARA O HARD IN HELP 2019!

por Christian Camilo

A segunda etapa do HEBS , o Hard in Help, que ocorrerá nas cidades de Socorro-SP e Monte Alegre do Sul nos dias 4 e 5 de maio, vem recheada de motivos para trilheiros, pilotos e público comparecerem ao evento! Depois do recorde de inscritos na primeira etapa em Barão de Cocais-MG, o HEBS aterrissa seu show pela primeira vez no ano no estado de SP. Listamos abaixo as principais razões para o esperado próximo encontro do Hard Enduro nacional.

1 – HARD IN HELP É O PRIMEIRO HARD ENDURO RALLY

O Hard In Help este ano terá uma largada emocionante como no ano passado, contudo, o estilo deste ano será o Le Mans onde os pilotos largam todos juntos sem suas motos, se acotovelando para o mais rápido possível alcançar sua moto. Os dois dias será este estilo de largada e isso aumenta consideravelmente a imprevisibilidade do resultado uma vez que piloto técnicos podem ficar um bom tempo atrás de “corredores” bons de largada.

2 – SEGUNDA PROVA DO HEBS

O Hard Enduro Brasil Series (HEBS) nasceu da união dos trackmanagers organizadores das principais etapas do circuito nacional do Hard Enduro. Em 2019 a união de todos os esforços e a experiencia de quem desde 2016 navega por essa modalidade fez nascer o HEBS. A temporada começou em Barão de Cocais-MG, cidade celeiro de grande pilotos da modalidade, e ainda restam 5 etapas que prometem muita emoção. Basta ficar de olho no site oficial do HEBS para se informar sobre como participar e acompanhar a temporada 2019.

3 – SOCORRO E MONTE ALEGRE DO SUL POSSUEM GRANDE APELO TURÍSTICO

Quem está precisando convencer, amigos, parentes, esposa ou primo para ir torcer ou simplesmente acompanhar na viagem, existem razões turísticas fantásticas para incorporar no convite. Socorro e Monte Alegre do Sul são cidades bem preparadas para receber o turista, com grande agenda de eventos, pontos turísticos, passeios na natureza e economia cultural farta tanto na culinária quanto no quesito artesanato e vestuário. Vale a pena se organizar com a família para dar uma escapada da mesmice e todos poderem aproveitar muito mais do que o Hard Enduro. Separamos algumas dicas!

4 – CAMPEONATO ABERTO EM QUASE TODAS AS CATEGORIAS

Muitos pilotos mudaram de categoria esse ano. Todos os principais pilotos das categorias de acesso subiram de nível e isso deixa o protagonismo aberto: Renan Tonon e Gustavo Furlaneto (campeão Silver 2018)  subiram para as trilhas da GOLD e deixaram um bom vácuo na Silver. Benê Coser (campeão Bronze 2018), que subiu da Bronze direto para GOLD  não correrá por ser organizador do Hard in Help, Jailom Silva campeão da Nacional, desponta esse ano como um forte candidato na Bronze, mas terá pela frente um grande rival em Dudu Furtado – que atualmente lidera na categoria. E Rodrigo Neto, campeão da IRON em 2018, também ascendeu para o nível superior e deixou o terreno livre para os aspirantes no Hard Enduro disputarem espaço.

5 –  OS ORGANIZADORES POSSUEM EXPERIÊNCIA INTERNACIONAL

Rodrigo Zuccon anda discreto na produção do Hard in Help. O piloto silver é um dos trackmanagers responsáveis, ao lado de Benê Coser. Zuccon carrega em sua bagagem a importante participação na equipe média do Red Bull Minas Riders em 2016, e já disputou duas vezes o Romaniacs – uma das etapas internacionais mais importantes do calendário mundial do Hard Enduro. Esta experiência nos bastidores do Hard in Help dão para Zuccon e Benê Coser critérios e conceitos que fazem toda a diferença na elaboração de uma prova de Hard Enduro.

6 – A MODALIDADE DUPLAS

Nesta próxima etapa do HEBS a categoria IRON não estará presente, contudo, os organizadores reforçam que os iniciantes terão trilhas de experiência na categoria Bronze. E se a insegurança ainda existir, a categoria Duplas estará presente para quem acredita que em equipe será possível competir e superar os desafios da prova.

7 – O HARD ENDURO É A MODALIDADE QUE MAIS CRESCE NO MUNDO

Essa afirmação dói em muitos pilotos de outras modalidades que não querem admitir. Mas a verdade é essa: as grandes marcas do off-road estão investindo pesado no Hard Enduro. E é fácil apontar as razões: o Hard Enduro é democrático – todos os trilheiros podem se aventurar na modalidade ao lado de lendas da modalidade. O Hard Enduro não é uma modalidade de velocidade. Sim, em alguns contextos ela é importante, mas o Hard é prioritariamente técnico, de desafio em pedras e terrenos. E o Hard Enduro proporciona forte companheirismo e amizade entre os praticantes. Isso não existe em praticamente nenhuma outra modalidade.

E não podemos esquecer, que em fotografia e video, o Hard Enduro bate qualquer outra modalidade off-road.

8 – DESSA VEZ OS MINEIROS NÃO ESTARÃO EM PESO!?

Em Barão de Cocais-MG os mineiros dominaram os resultados de todas as categorias. As montanhas das trilhas em Barãomaniacs são como ondas congeladas para os nascidos em Minas Gerais. Agora, no estado de SP, esperamos que alguns paulistas consigam impor um novo resultado nas categorias de acesso pelo menos. A presença dos mineiros com certeza eleva o nível da modalidade muito, mas em Barão de Cocais-MG poucos paulistas se animaram enfrentar os desafios da terra do HARD.

9 – AJUDAR UMA CAUSA SOCIAL COM O HARD ENDURO

Em todas as etapas do HEBS os organizadores estão promovendo recursos e incentivos para os competidores inscritos poderem colaborar com organizações sociais não governamentais. A iniciativa visa promover maior intercâmbio e conexão entre a comunidade do Hard Enduro e a população local! No Hard in Help não será diferente: nesta etapa você piloto pode doar 2 kg de alimento não perecível ou r$ 20 que serão gerenciados pelo Fundo Social de Solidariedade de Monte Alegre do Sul .

10 – A BRIGA PELO PÓDIO NA GOLD

Quem vai para torcer, acompanhar, e assistir, poderá conferir um saudável disputa pelo pódio na GOLD. O nível dos pilotos nunca este tão alto e próximo. Com exceção de Rigor Rico, o atual campeão brasileiro do Hard, que está em um nível acima de competição, a disputa na elite está aberta: Gustavo Furlaneto, TobataRipi Galileu e Renan Tonon possuem atributos parelhos de consistência, técnica e resistência. Um imprevisto, um pequeno erro de percurso ou falha mecânica pode fazer diferença no resultado dessa disputa pelo pódio no Hard in Help 2019.

Todos os direitos reservados Hard in Help | Desenvolvido por Raphael Schiavoni